Páginas

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Review Hero Ash - Neca


Finalmente consegui comprar uma figura icônica de 7” polegadas do Ash Williams. O Ash é um herói completo:


Gosto muito da série de filmes The Evil Dead, e acho que o personagem Ashley J. Williams foi o papel da vida do Bruce Campbell. Ainda que essa não tivesse sido a minha primeira figura de ação do Ash (tenho a versão Army of Darkness lançada pela Sideshow), sem dúvida esta action figure é a minha primeira que possui as mesmas feições do ator no filme.


Na primeira olhada, a figura chama muito a atenção: o rosto lembra muito o do Bruce e o conjunto como um todo parece ter saltado de fora da TV, ou da tela de cinema.


O mais impressionante neste lançamento da Neca não chega a ser a qualidade da escultura, que é muito boa, mas sim o esquema de pintura.


Os sombreados nas curvas do tecido, seja da camisa ou do jeans da calça, o desgaste da motosserra e as marcas de sangue fresco e coagulado são impressionantes. Há também certo aspecto de suor na cabeça e no braço esquerdo, mas não sei se isso foi algo intencional, ou consequência do “verniz” usado na fixação das tintas no processo de produção.



O esquema bacana da pintura não se limita ao boneco em si; os acessórios também mantiveram a qualidade nesse ponto.


O conjunto deste lançamento ainda acompanha uma cabeça empalhada de veado ou gamo (não estou certo) e a espingarda com o cano cortado (popular sawed-off). A espingarda pode ser colocada no descanso improvisado nas costas do Ash ou na mão do boneco. Infelizmente, a mão não foi esculpida para por o dedo no gatilho, então esse encaixe por vezes fica estranho aos olhos. A cabeça de animal possuída pelo demônio não possui encaixe algum, mas com a ajuda de massa print se pode fixar essa peça em qualquer superfície sem danificar a pintura e a escultura.



Falando agora um pouco sobre os aspectos negativos do boneco, o que mais me decepcionou foi o quesito articulação. A figura tem sim vários pontos de articulação bem posicionados, mas infelizmente a própria escultura impede que muitos deles funcionem adequadamente. Como exemplo, cito o movimentos dos braços, que são super limitados. As peças também não me ofereceram muitas opções de poses legais, apesar das articulações do joelho (em formato T) e calcanhares (ball joints) funcionarem relativamente bem.


Outro pequeno ponto de deslize da Neca neste lançamento diz respeito a espingarda. Curiosamente, ela não apresenta os furos nos canos, ao que parece o calor da serra aos cortá-los fundiu os buracos por onde deveriam sair os projéteis.


Quando penso em termos de exposição, acho que preferiria uma peça mais limitada em termos de articulações, mas com uma pose impactante (como o caso do Snake Plissken). Os Ash(es) lançados anteriormente parecem ter seguido essa linha (pouca articulação, pose legal).


Não fiquei totalmente insatisfeito, contudo o lance das articulações me decepcionou um pouco. No mais, gostei da figura e pretendo pegar mais uma ou duas versões do personagem, dependendo de como for o resultado de lançamentos futuros da Neca, ou, na pior das hipóteses, correr atrás das primeiras versões lançadas pela própria Neca ou pela McFarlane.

Espero que tenha gostado do review, senão, que o demônio engula sua alma!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...